Urna cinerária é levada de cemitério em Florianópolis

Uma urna funerária foi furtada de dentro do cemitério Pântano do Sul, em Florianópolis. O crime foi descoberto pelo coveiro.

A urna, que guardava as cinzas de dona Ivonete Rosa Damas, falecida em outubro de 2018 aos 62 anos, estava em uma capelinha fechada com cadeado em cima de um túmulo da família.

Parentes estão consternados, mas têm esperança de recuperar as cinzas de Ivonete.

O coveiro é funcionário do cemitério há 15 anos e nunca tinha presenciado um furto no local. Ele conta que chegou para trabalhar e não notou nada de diferente no portão de entrada do cemitério. Durante a manhã ele passou pelo túmulo da família de Ivonete e notou que a capelinha construída em alvenaria para abrigar a urna, fechada com uma porta de vidro, estava aberta.

“Tiraram a fechadura para abrir a capelinha e levaram o vaso”, informou.

A urna era feita de vidro transparente na cor azul e com uma tampa de metal. Ela estava dentro da capelinha no meio de duas imagens de Madre Paulina. Jair conta que chegou a comentar com a família que o vaso, por ser bonito, poderia chamar a atenção de criminosos. O cemitério não tem câmeras de segurança, o portão não tem cadeado e o muro é baixo e de fácil acesso.

A familia registrou boletim de ocorrência por violação de túmulo, mas está interessada nas cinzas, já que a urna em si não tem valor.

O caso está sendo investigado pela equipe da 2ª delegacia de Florianópolis.

Fonte: NSC Total

Be the first to comment on "Urna cinerária é levada de cemitério em Florianópolis"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*