Cartas solidárias: envie mensagens para funcionários do cemitério

O projeto é uma das iniciativas do subcomitê de Saúde Mental e Atenção Psicossocial da Universidade de Brasília (UnB). Confira as outras ações

O trabalho deles é lidar diretamente com o dor das famílias enlutadas que não podem se despedir dos parentes vítimas do novo coronavírus. O Distrito Federal tem 35 sepultadores nos cemitérios da Campo da Esperança Serviços Ltda, e outros 200 funcionários. Pensando em reconhecer o trabalho desses profissionais, muitas vezes invisibilizado, o subcomitê de Saúde Mental e Atenção Psicossocial da Universidade de Brasília (UnB), vinculado à Diretoria de Atenção à Saúde da Comunidade Universitária, vai realizar uma entrega de cartas solidárias e convida tanto a comunidade acadêmica quanto os brasilienses para participar.

O projeto, intitulado Cartas Solidárias, parceria com o Correio Braziliense, recebe, seleciona e entrega impressas mensagens dedicadas a profissionais da linha de frente do combate à covid-19. A ação integra a campanha Você não está sozinha, você não está sozinho e realizou entregas no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), no Hospital Universitário de Brasília (HUB) e para os servidores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Visita virtual a pacientes por meio de tablets

Desde o início da pandemia e das medidas de distanciamento social, o subcomitê tem desenvolvido inúmeras iniciativas para atender as demandas da comunidade universitária e de Brasília, sobretudo no que tange aspectos psicológicos e psicossociais.

Além do projeto Cartas Solidárias, um dos mais recentes é o UnB Solidária. Com o aplicativo Doarti, também desenvolvido dentro da UnB, eles estão arrecadando tablets para possibilitar a visita virtual de familiares aos pacientes internados com covid-19 ou que não podem receber visitas devido à fragilidade do quadro de saúde. O grupo também está recolhendo máscaras de proteção facial que o Diretório Central dos Estudantes (DCE) entregará nas comunidades mais vulneráveis, assim como cestas básicas.

Para atender as famílias enlutadas, foi criado o grupo “Vínculos e reflexões: Grupo terapêutico breve para familiares de vítimas da covid-19”. As atividades são acompanhadas pela professora Isabela Machado da Silva, do Departamento de Psicologia Clínica. Devido à alta procura logo no lançamento do projeto, as inscrições estão suspensas. Mas serão reabertas futuramente e as vagas, divulgadas no instagram da Diretoria de Atenção à Saúde (@dasu_unb).

A lista de ações engloba ainda o grupo “A educação dos filhos em período de pandemia”, para ajudar pais e filhos neste momento; as rodas de conversa “De que corpo falamos”, com Silene Lozzi, bióloga com formação em psicanálise e professora da UnB; as dicas para manejo de estresse com técnicas de relaxamento e práticas de mindfulness; os encontros do bate papo literários, entre outras iniciativas que você pode conferir neste link: https://linktr.ee/DASU

Participe!

Escreva sua mensagem e encaminhe ao e-mail: cartas.unbcb@gmail.com. No assunto, coloque “CARTAS SOLIDÁRIAS CB”.

Fonte: Correio Braziliense

Be the first to comment on "Cartas solidárias: envie mensagens para funcionários do cemitério"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*