Setor Funerário Brasileiro no Enfrentamento da Pandemia

A ABREDIF esta fazendo uso deste chamamento de CARÁTER GERAL para que todas as empresas funerárias do Brasil se mobilizem e tomem medidas extraordinárias, bem como, atendam – quando necessário – os pedidos de apoio logísticos/técnicos/operacionais das empresas congêneres e observem não apenas os protocolos já adotados pelo setor, como também, os que iremos adotar em razão do agravamento da situação da Pandemia no Brasil.

Como nossa entidade tem a finalidade de agregar, orientar e colaborar, não sendo ela fiscal nem juiz para aplicar qualquer obrigação ou punição a qualquer empresa, iremos apresentar algumas “recomendações”, que pela maturidade profissional e compromisso social de todos, esperamos que sejam observadas.

RECOMENDAÇÃO 01
Suspender todas as férias, em curso ou programadas, dos funcionários ligados diretamente a toda cadeia de atividade funerária.

RECOMENDAÇÃO 02
Realizar um estudo da disponibilidade de vagas existentes e das que poderão ser disponibilizadas, em todos os cemitérios da sua cidade.

RECOMENDAÇÃO 03
Fazer um estudo para identificar a capacidade máxima de atendimento/dia de cada empresa, e lançar um alerta para nossa entidade quando o numero de casos de uma semana atingir ou ultrapassar 80% da capacidade.

RECOMENDAÇÃO 04
Buscar, por todos os meios, adequar seu estoque para que atenda por 30 dias um numero de funerais 3 vezes superior ao registrado antes do estado de pandemia.

A ABREDIF esta preparando um novo protocolo de atendimento funerário para que o setor suporte uma situação extrema, que poderá ocorrer se as medidas de contenção da transmissão que estão sendo adotadas por todos os governos, não surgirem efeito.

Contamos, neste momento tão especial de nossas vidas, com a união de todo nosso setor e como o empenho e a dedicação plena, para realização de nossa missão.

Lourival Panhozzi
Presidente da ABREDIF
Associação Brasileira de Empresas e Diretores do Setor Funerário

Be the first to comment on "Setor Funerário Brasileiro no Enfrentamento da Pandemia"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*