Desmantelado grupo mafioso que cobrava 50 euros por urna a funerárias

Autoridades italianas estavam preocupadas com o aumento da força da organização criminosa de Foggia

As autoridades italianas levaram a cabo uma megaoperação para desmantelar uma rede da máfia que operava na cidade de Foggia, na região da Puglia, no sul do país, numa das investidas mais musculadas da polícia italiana para travar este tipo de crime. O grupo tinha uma esquema de extorsão mascarado do sistema de proteção, que obrigava as casas funerárias a pagar 50 euros por caixão.

A operação mobilizou centenas de agentes e prendeu mais de 40 suspeitos. Entre eles estão os líderes Federico Trisciuoglio e Pasquale Moretti, acusados de pertencer a organização criminosa, extorsão contra lojistas e pequenos empresários, incluindo casas funerárias.

De acordo com o procurador de Foggia,  o clã obrigava o pagamento de 50 euros por cadáver. “A máfia até conseguiu subornar um funcionário de funerária, que enviava todos os dias uma lista das pessoas que tinham morrido na cidade”.

As principais organizações da máfia italiana são a Cosa Nostra, na Sicília, a ‘Ndrangheta, na Calabria, a Camorra, em Nápoles, e a Sacra Corona Unita, em Puglia. Porém, havia uma preocupação crescente para com o aumento da força da organização criminosa de Foggia, que muitos já chamavam  de “a quinta máfia”.

Fonte: Mundo ao Minuto

Be the first to comment on "Desmantelado grupo mafioso que cobrava 50 euros por urna a funerárias"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*