Covid-19: Prefeitura de Fortaleza começa a instalar contêineres para armazenar corpos

Só no fim de semana, 138 mortes de pessoas que testaram positivo para Covid-19 foram registradas, a maioria em Fortaleza

Os equipamentos estão sendo instalados em cinco das seis UPAs que a prefeitura administra. As Unidades de Pronto Atendimentos são as portas de entrada do sistema de saúde para os doentes da Covid-19 e estão lotadas em Fortaleza. Segundo a prefeitura, a medida foi adotada como segurança e para preservar os corpos até a chegada das funerárias.

“A demanda mais que dobrou e nem sempre tem o horário disponível para a família ou para viabilizar o atendimento rápido”, explicou Vicente Jales, vice-presidente do Sindicato das Empresas Funerárias, do Ceará.

Um hospital municipal que tem uma ala inteira para vítimas do coronavírus também recebeu um contêiner e a instalação destes equipamentos acontece num momento crítico: só no fim de semana, 138 mortes de pessoas que testaram positivo para Covid-19 foram registradas, a maioria em Fortaleza.

A professora Margarida do Socorro de Moraes Carvalho passou três dias numa UPA e morreu neste fim de semana. “Não temos médico suficiente para atender nossos familiares que estão lá na UPA, que estão sofrendo e chorando”, conta a filha dela.

O governador já anunciou que vai prorrogar o decreto de quarentena. Nesta segunda (4), o município de Maranguape, na região metropolitana, passou a bloquear ruas para evitar a circulação. A prefeitura de Fortaleza anunciou que vai fazer o mesmo até quarta-feira (5) nas áreas ao redor dos bancos.

O Ceará tem mais de 11 mil casos e 712 mortes.

Fonte: G1

Be the first to comment on "Covid-19: Prefeitura de Fortaleza começa a instalar contêineres para armazenar corpos"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*