Artista cria “memórias” a partir de recortes de roupas de pessoas que se foram

É uma forma de lembrar de um ente querido e até de homenageá-lo, tendo uma parte do que foi dele em vida

Estudante de moda, a inglesa Mary Macinnes decidiu criar “ursinhos da memória”, com retalhos de roupas que eram usadas em vida por pessoas queridas que já se foram. O resultado é singelo e bonito, além de carregar o mais poderoso dos simbolismos.

Mary começou a fazer os Ursinhos da Memória sem muitas pretensões. Foi aos poucos, conforme compartilhava o resultado em suas redes sociais, que o seu trabalho foi sendo reconhecido e ela foi recebendo encomendas. Hoje, a jovem vive da renda da confecção dos ursinhos e chegou até a ganhar um prêmio de jovem empreendedora do ano.

Apenas um ursinho leva, em média, 5 horas para ficar pronto. Pessoas do mundo inteiro enviam pedaços de roupas de seus entes queridos pelo correio, e pouco tempo depois, recebem um ursinho repleto de amor. Um ursinho feito pela artista não é um substituto, mas sim uma bonita maneira de homenagear e preservar a memória daqueles que não estão mais aqui.

“Por mais pressa que tenhamos, é preciso encontrar uma brecha no tempo e dizer o quanto as pessoas são importantes em nossas vidas”, expressa a artista por meio de seu trabalho.

 

Be the first to comment on "Artista cria “memórias” a partir de recortes de roupas de pessoas que se foram"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*