Túmulos de cemitério Judeu são vandalizados na França

Quase 80 túmulos de um cemitério judaico na cidade de Quatzenheim, leste da França, foram encontrados profanados  com símbolos nazistas.

As autoridades locais condenaram o ato como “antissemita odioso”.

A profanação coincidiu com o dia de manifestações para dar um “Basta” ao antissemitismo, em alta no país. Em Paris, a classe política quase em peso participou de um ato na praça da República, para repudiar as agressões e insultos contra judeus. O partido Rassemblement National (Agrupamento Nacional), da líder de extrema-direita Marine Le Pen, não foi convidado.

Além de Paris, onde mais de 20 mil pessoas participaram do ato, manifestações aconteceram em várias cidades. A iniciativa para a convocação de uma “união contra o antissemitismo” na França foi do Partido Socialista. Lançada no dia 14/02/19, rapidamente ganhou a adesão do governo e de quase todas as forças políticas, da extrema-esquerda à direita conservadora.

Os organizadores também queriam a presença de Emmanuel Macron, mas o presidente optou por realizar um ato simbólico. Juntamente com os presidentes da Assembleia Nacional e do Senado, ele visita o Memorial do Holocausto em Paris, 45 minutos antes da manifestação da praça da República para marcar o repúdio dos franceses ao antissemitismo. O presidente também visitou os túmulos judeus vandalizados em Quatzenheim.

 

Agressões antissemitas em alta

 

No ano passado, 541 agressões antissemitas foram registradas em toda a França, um aumento de 74% em relação ao ano anterior. No sábado 16, o episódio que envolveu o filósofo e acadêmico Alain Finkielkraut, xingado de “sionista imundo” durante uma manifestação dos coletes amarelos, chocou o país.

 

Fonte: Carta Capital

Data original:
Fonte da notícia:

Seja o primeiro a comentar em "Túmulos de cemitério Judeu são vandalizados na França"

Deixe um comentario

.