Funerárias processam pastor que teria “simulado” uma ressurreição

Um grupo de funerárias da África do Sul resolveu processar um pastor que ficou conhecido em todo o país por ter realizado o feito de ressuscitar um morto em frente às câmeras de TV.

O pastor Alph Lukau, tem um vídeo que viralizou na internet, onde dá ordem a um morto e ele simplesmente se levanta da urna. Os fiéis que estavam ao redor do morto celebram com muita intensidade o retorno do defunto.

Uma comitiva, responsável pela proteção de comunidades religiosas e culturais, chegou a declarar que “Não existem milagres”, e que tudo não passava de “ tentativas de ganhar dinheiro com o desespero do povo.”

Três funerárias alegam ter sido enganadas pelo pastor e estão pedindo ressarcimento por danos morais. As empresas acabaram sendo associadas ao pastor, como cúmplices da “fraude”.

Supostos membros da família do falecido teriam armado um esquema envolvendo as três funerárias, usando inclusive identificação falsa nos veículos e “enganando” uma delas a fornecer a urna, que serviu de palco para a encenação.

O Pastor Lukau e sua igreja não se pronunciaram sobre os acontecimentos.

A notícia da farsa da ressurreição virou piada no país e virou desafio na internet: Challenge Ressurrection é uma brincadeira onde os que estão caídos, levantam-se como se tivessem ressuscitado pela oração do pastor. O tiro saiu pela culatra e o pastor acabou sendo ridicularizado.

Outro efeito da farsa de Lukau é que outros eventos que acontecem nas igrejas, identificados como “milagres” estão sendo investigados e caíram em descrédito total entre os fieis.

Data original:
Fonte da notícia:

Seja o primeiro a comentar em "Funerárias processam pastor que teria “simulado” uma ressurreição"

Deixe um comentario

.