Funeral do príncipe Philip, da Inglaterra, será no sábado

Os preparativos para o funeral do príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth II, estão em andamento após sua morte na sexta-feira (09.04) aos 99 anos.

A cerimônia acontecerá na Capela de São Jorge, nos terrenos do Castelo de Windsor, às 15:00 BST (11:00 no horário de Brasília) no sábado, 17 de abril. O evento será televisionado.

O príncipe Philip teria solicitado um funeral com o mínimo de ostentação e não permitirá que o público seja capaz de ver seu caixão. Em vez disso, ele descansará na capela particular do Castelo de Windsor até o dia do funeral.

O caixão do duque estará envolto em sua bandeira pessoal, seu estandarte. A bandeira representa elementos de sua vida, desde sua herança grega até seus títulos britânicos. Uma coroa de flores também será colocada no caixão.

Quando o duque ficou noivo da então princesa Elizabeth em 1946, ele renunciou ao título grego e tornou-se cidadão britânico, adotando o nome anglicizado de sua mãe, Mountbatten.

A família Mountbatten está, portanto, também representada no estandarte, ao lado do castelo das armas da cidade de Edimburgo – ele se tornou duque de Edimburgo quando se casou.

O que vai acontecer no dia?

O duque terá um funeral cerimonial, em vez de um funeral de estado. Há uma diferença sutil. Os funerais de estado geralmente são reservados aos monarcas, embora o primeiro-ministro Winston Churchill, tenha recebido um funeral de estado. A rainha-mãe teve um funeral cerimonial em 2002, assim como Diana, princesa de Gales em 1997.

As restrições do coronavírus sobre multidões e números de participantes em funerais significam que o funeral cerimonial do duque será muito mais discreto do que se tivesse acontecido em outras épocas – embora o palácio diga que isso “reflete os desejos do duque” e ainda “celebrará e refletirá” sua vida de serviço.

No dia do funeral, o caixão será transferido da capela particular para a Entrada Estadual do Castelo de Windsor. Será colocado em um Land Rover modificado, que o próprio duque ajudou a projetar, para ser transportado por uma curta distância até a Capela de São Jorge.

Às 14:40 BST (10:40 horário de Brasília), o caixão será levado para o quadrilátero e colocado no Land Rover. Militares que tinham conexões especiais com o Príncipe Philip serão posicionados ao redor do espaço.

Às 14:45 BST (10:45 horário de Brasília), a procissão começa. Liderada pelas tropas de infantaria de elite do Exército britânico, Grenadier Guards, a procissão saíra do quadrilátero para Chapel Hill e descerá para o Horseshoe Cloister. A tropa será seguida pelo Major General e pelos chefes do estado-maior militar. O Land Rover segue, cercado por carregadores dos Royal Marines, força de infantaria anfíbia da Marinha do Reino Unido, e outros regimentos e corpos associados ao duque.

Membros da Família Real, incluindo o Príncipe de Gales, caminharão atrás do caixão. A Rainha será transportada separadamente para a capela rumo ao serviço.

A rota será percorrida pela Marinha Real Britânica, The Highlanders, 4º Regimento Real da Escócia e Força Aérea Real. As armas serão disparadas pela King’s Troop Royal Horse Artillery, ou a Tropa do Rei, por toda parte, enquanto um sino tocará na Curfew Tower, na extremidade oeste do castelo.

Às 14:53 (10:53 horário de Brasília), o Land Rover chegará à Escadaria Oeste da Capela de São Jorge e será recebido por um guarda de honra e uma tropa do Regimento de Rifles, que tocará o hino nacional.

Membros da Household Cavalry alinharão os Degraus Oeste e um “grupo de bombeiros” da Marinha Real fará uma chamada náutica conhecida como “o destilador” quando o caixão for carregado pelas escadas até a capela.

O caixão, coberto com o estandarte do duque, com uma guirlanda, o chapéu naval e a espada do duque no topo, será recebido pelo reitor de Windsor, juntamente com o arcebispo de Canterbury, para o serviço.

Apenas os membros da Família Real e o secretário particular do duque entrarão na capela – o resto da procissão permanecerá do lado de fora.

15:00 BST (11:00 no horário de Brasília): Um minuto de silêncio será realizado em todo o país, em memória do duque.

Dentro da capela, o serviço fúnebre começará quando o caixão for colocado em uma plataforma chamada catafalco.

As insígnias do duque – medalhas e condecorações concedidas a ele pelo Reino Unido e países da Comunidade Britânica – seu bastão de marechal de campo, asas da Força Aérea Real e insígnias da Dinamarca e da Grécia serão exibidas em almofadas no altar da Capela de São Jorge.

Após o serviço religioso, o duque será sepultado na abóbada real.

 Quem vai ao funeral?

As restrições ao coronavírus na Inglaterra significam que apenas 30 pessoas, socialmente distantes, têm permissão para comparecer a funerais. Os participantes devem usar máscaras de acordo com as recomendações do governo. Os portadores do caixão e o clero não estão incluídos no número de participantes.

Detalhes dos convidados ou familiares ainda não foram anunciados. O príncipe Harry comparecerá, mas sua esposa Meghan, que está grávida, não fará a viagem dos Estados Unidos, por indicação médica.

Centenas de membros das forças armadas também devem se alinhar nas ruas em homenagem ao duque, ao lado de milhares de policiais para manter o controle da multidão.

Mas desde o início da pandemia, os organizadores têm trabalhado em planos de contingência que evitariam atrair reuniões em massa caso o duque morresse.

O que acontece depois?

O país vive agora um período de luto nacional, que terminará no dia do funeral.

Os bandeira da União e as bandeiras nacionais serão hasteadas a meio mastro em todos os edifícios do governo. As bandeiras da união em edifícios reais, onde a rainha não está morando, também voarão a meio mastro.

O Estandarte Real do Reino Unido, a bandeira pertencente a Elizabeth II mediante a sua condição de monarca britânica, nunca voa a meio mastro e será voada a pleno mastro onde a Rainha estiver presente. A Família Real terá duas semanas de luto – mas os membros continuarão a comparecer aos compromissos e usar faixas pretas de luto quando apropriado.

Saudações com armas de fogo ocorrerão em todo o Reino Unido e em Gibraltar ao meio-dia de sábado. Os canhões militares dispararam 41 tiros a cada minuto durante 40 minutos em Edimburgo, Cardiff, Londres, Castelo de Hillsborough na Irlanda do Norte e nas bases navais de Devonport e Portsmouth.

Os navios da Marinha Real no mar, incluindo o HMS Diamond e o HMS Montrose, também dispararam a saudação, uma homenagem ao duque, que serviu como oficial da Marinha durante a Segunda Guerra Mundial e ocupou, entre outros títulos, o cargo de Lorde Alto Almirante.

Por respeito, os principais partidos políticos da Inglaterra, Escócia e País de Gales suspenderam a campanha para as eleições do próximo mês. A Câmara dos Comuns se reunirá na segunda-feira para os parlamentares prestarem homenagem ao duque.

Como o público pode prestar sua homenagem?

As restrições do coronavírus às reuniões em grupos na Inglaterra significam que os planos de longa data para os dias que antecederam o funeral, e o próprio funeral, foram alterados.

Os membros do público foram convidados a não comparecer a nenhum dos eventos funerários, de acordo com os conselhos de saúde pública. A família real também pediu às pessoas que não deixassem flores e homenagens nas residências reais.

No site da Família Real, os membros do público são convidados a considerar fazer uma doação para uma instituição de caridade, em vez de deixar tributos florais em memória do duque. Um livro online de condolências também está disponível para o público postar suas homenagens pessoais.

Uma placa que foi exibida do lado de fora do Palácio de Buckingham, anunciando a morte do duque, foi posteriormente removida por causa de preocupações de que atrairia multidões. No entanto, as pessoas deixaram flores, cartões e homenagens fora do palácio e no Castelo de Windsor, apesar dos pedidos para não fazê-lo.

Fonte: Revista Vogue

Be the first to comment on "Funeral do príncipe Philip, da Inglaterra, será no sábado"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*