Caixão é deixado por engano em Tauá

Um caixão com um homem morto foi deixado por engano dentro da fazenda Urussuí, na zona rual da cidade de Tauá, no interior do Ceará.

De acordo com a Polícia Civil, o corpo saiu de Varginha (MG) para a cidade de Arneiroz.

Familiares esperavam o corpo e já estavam desesperados com a demora. Conforme o delegado, os funcionários prestavam serviço terceirizado para funerária da cidade mineira e erraram o local de destino do corpo.

Ainda segundo o investigador, os funcionários não conseguiram encontrar ninguém fazenda para confirmar se estavam deixando o corpo no endereço certo. Eles resolveram ir até ao Centro de Tauá para telefonar para a funerária. Foi através do telefonema que perceberam o erro e voltaram para pegar o corpo.

Enquanto os funcionários foram fazer a ligação, o morador da fazenda chegou à residência, encontrou o caixão e acionou a polícia. Quando os funcionários retornaram à fazenda, se depararam com a polícia e tiveram de explicar o que havia acontecido.

Depois da confusão, o corpo foi levado para a cidade de Arneiroz e sepultado.

Um inquérito policial foi instaurado na Delegacia Regional de Tauá e os responsáveis poderão responder por crime de vilipêndio, por terem deixado o corpo abandonado.

O Serviço Municipal Funerário e Luto (Semul) da Prefeitura de Varginha informou, em nota, que “não foi responsável pelo traslado do corpo de um homem com a destino a cidade de Arneiroz (CE). O corpo foi trasladado até a cidade de Lavras, por uma funerária particular da cidade de Varginha, onde foi deixado no IML para ser preparado para a longa viagem até o destino final, que foi realizada por uma outra funerária”.

Fonte: G1 Ceará

Be the first to comment on "Caixão é deixado por engano em Tauá"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*