CBO – Classificação Brasileira de Ocupações

CBO – Classificação Brasileira de Ocupações

5165 – Trabalhadores dos serviços funerários
5165-05 – Agente funerário – Agente funerário – tanatopraxista, Atendente funerário, Auxiliar de funerária

Descrição sumária

Realizam tarefas referentes à organização de funerais, providenciando registros de óbitos e demais documentos necessários. Providenciam liberação, remoção e traslado de cadáveres. Executam preparativos para velórios, sepultamentos, conduzem o cortejo fúnebre. Preparam cadáveres em urnas e as ornamentam. Executam a conservação de cadáveres por meio de técnicas de tanatopraxia ou embalsamamento, substituindo fluidos naturais por líquidos conservantes. Embelezam cadáveres aplicando cosméticos específicos.

Condições gerais de exercício

São empregados com carteira assinada que trabalham em horários diurnos, noturnos e em revezamento de turnos. Trabalham em equipe e são supervisionados permanentemente. Podem trabalhar em ambientes fechados, a céu aberto ou em veículos, de forma presencial ou à distância, orientando sobre os procedimentos do funeral. Trabalham sob pressão e, freqüentemente, são expostos a produtos químicos e bactérias.

Formação e experiência

O acesso às ocupações requer a conclusão do ensino fundamental. Os agentes funerários estão aptos a especializar-se em tanatopraxia, técnica de conservação de cadáveres, com duração de quarenta horas. A(s) ocupação(ões) elencada(s) nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos, nos termos do artigo 429 da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, exceto os casos previstos no art. 10 do decreto 5.598/2005.

Áreas de Atividades
A – PRESTAR PRIMEIRO ATENDIMENTO À FAMÍLIA
1 Identificar a circunstância e local do óbito
2 Solicitar documentação do falecido e do contratante
3 Contatar orgão competente para a liberação do corpo
4 Solicitar declaração de óbito à família ou ao orgão competente
5 Colher informações sobre as necessidades da família
6 Verificar destino do corpo (sepultar, cremar e velar)
7 Anotar peso e altura do falecido

B – PREPARAR DOCUMENTAÇÃO
1 Conferir declaração de óbito
2 Complementar a declaração de óbito
3 Emitir declaração de assento de nascimento e óbito e óbito para cartório
4 Emitir nota e ordem de serviços
5 Emitir guia de sepultamento para o cemitério
6 Expedir ata de embalsamamento, formolização ou tanatopraxia
7 Obter documentação para traslado ou cremação
8 Registrar histórico do falecido (svo)

C – PROVIDENCIAR FUNERAL
1 Oferecer opções de serviços funerários
2 Providenciar roupa para o falecido
3 Providenciar o local do velório
4 Providenciar local para sepultamento
5 Providenciar a cerimônia religiosa

D – REMOVER O CORPO
1 Encaminhar o corpo para órgão competente
2 Encaminhar o corpo para a preparação
3 Encaminhar o corpo para o velório
4 Trasladar o corpo (fora do município)

E – PREPARAR O CORPO
1 Avaliar o estado do corpo
2 Verificar causa mortis
3 Higienizar o corpo
4 Aplicar material conservante (por formolização, embalsamamento ou tanatopraxia)
5 Executar restauração facial
6 Tamponar o corpo
7 Efetuar necromaquiagem
8 Vestir o corpo
9 Ornamentar a urna

F – ORGANIZAR O CERIMONIAL
1 Montar a essa (paramentos)
2 Ornamentar o local do velório
3 Fornecer serviços de copa
4 Conservar a organização do local do velório
5 Checar as alterações do corpo
6 Conduzir cortejo ao jazigo
7 Reabrir a urna para última despedida
8 Fechar a urna

G – COMUNICAR-SE
1 Orientar a família quanto aos procedimentos legais
2 Informar-se sobre a religião da família
3 Comunicar à família o momento da liberação do corpo
4 Redigir nota para rádio e ou jornal
5 Alertar a família sobre a necessidade de antecipação do sepultamento
6 Fornecer medidas da urna para o cemitério

Y – TRABALHAR COM SEGURANÇA
1 Usar luvas, máscaras, botas, aventais e outros
2 Usar equipamentos e instrumentos específicos
3 Tomar vacinas
4 Manter assepsia na sala de preparação
5 Esterilizar os materiais utilizados
6 Acondicionar material para descarte
7 Higienizar-se

Competências pessoais
1 Transmitir confiança
2 Dar provas de paciência
3 Ouvir
4 Agir com discrição
5 Identificar-se com a profissão
6 Demonstrar habilidade para negociação
7 Identificar a pessoa adequada para conversar
8 Evitar preconceitos
9 Controlar-se emocionalmente
10 Trabalhar com ética
11 Manter boa postura profissional
12 Atualizar-se
13 Manusear cosméticos para necro-maquiagem
14 Administrar o estress
15 Demonstrar conhecimentos técnicos e legais
16 Manter sigilo

Recursos de trabalho
Computador*
Urna, algodão, velas e flores*
Faixas
Estufas*
Sala de preparação de corpos*
Livro de presença
Paramentos e terço *
Lenço
Saco plástico para remoção
Lacre
Vestes
Telefone fixo e celular*
Instrumentos cirúrgicos e líquidos químicos*
Impressos
Massa plástica
Véu
Carrinhos
Macaco hidráulico
Perfume
Edredon
Serragem
Material de escritório
Fax*
Rádio de comunicação
Epi (botas, luvas, máscaras, aventais etc.)*
Veículo*
Cosméticos
Jornal
Macas
Manto
Laboratório de tanatopraxia
Gesso
(*) Ferramentas mais importantes

Participantes da Descrição
Especialistas
Ailton Chagas de Souza
Alexandre Martins
Anilton Silva Petean
Antonio Celso de Castro
Antonio Vainer Marin
Cezário de Campos Ferrari
Dulce Cristina C. do Nascimento
Erivelto Luís Chacon
José Carlos Cintra
Jurandi Dias de Almeida
Lourival Antonio Panhozzi
Nádia Regina Sanches Chechi
Roberto Santos da Silva
Sérgio Fedele
Solange Oliveira Souza
Wilson Martins Marques

Instituições
Casa Bom Pastor Serviços Funerários Ltda.
CTAF – Centro de Tecnologia em Administração Funerária
E. A. Silva & Companhia Ltda.
Funerária Bom Jesus de Piracicaba Ltda.
Funerária Campos Elíseos Ltda.
Funerária Coração de Jesus Ltda.
Serviço de Luto Paulista
Serviço Funerário de Marília
Serviço Funerário do Município de São Paulo
Serviço Funerário Municipal de Santo André
Setec – Serviços Técnicos Gerais
Tanato Serviços de Tanatopraxia de Cascavel Ltda.

Instituição Conveniada responsável
FIPE

Fonte:
Ministério do Trabalho e Emprego
www.mtecbo.gov.br
retirado em 13/03/2009

Data original:
Fonte da notícia:

Seja o primeiro a comentar em "CBO – Classificação Brasileira de Ocupações"

Deixe um comentario