Tentar, falhar, aprender

Aos jovens funerários que estão engrandecendo o setor funerário com Sua energia .

Tentar, falhar, aprender

Testar mais rápido
Falhar mais rápido
Aprender mais rápido.

Quem tenta corrigir todos os erros antes de lançar um produto ou serviço, quando finalmente o faz, ele já está defasado. Esta é a dinâmica deste novo mundo, onde hoje novidade, amanhã frivolidade, produtos surgem e morrem como pessoas, só que mais rápidos, mesmo aqueles tidos como tradicionais sofrem fusões e cisões com as tecnologias, fazendo deles algo também novo novamente ou superados rapidanente, portanto, sujeito ao mesmo efeito de mudanças pela mesma causa.

“No passado, bastava ter uma marca sólida e investir em eficiência para garantir o sucesso de um negócio. Hoje, essa fórmula não funciona mais e empresas dos setores tradicionais, como de bebida e alimentação, precisam lutar para descobrir as novas demandas dos clientes e acompanhar as mudanças. A reflexão é do empresário brasileiro Jorge Paulo Lemann, fundador e sócio do 3G — que controla empresas como Anheuser-Busch, Kraft Heinz e Burger King.”

Errar já não é feio, imperdoável é não tentar, perder já não é o fim da linha, começar de novo e de novo, é o único método que permite te manter no jogo, vivo e competitivo para obter resultado positivo, pelo tempo que alimentar o processo de aprender e renascer.

Está regra não se aplica apenas na área profissional, o mesmo esta acontecendo com as relações pessoais, a dinâmica, intensidade e interesses esta moldando a frio os vínculos afetivos (não da tempo de aquecer) pelas atitudes e resultados que se tem no campo profissional, até mesmo o despejo e o amor sofrem sua influência, fazendo com que muitos dos que buscam por muito tempo a relação ideal, desistam antes de saber o significado de amar, e descubram, só muito tarde, que a perfeição sempre vai estar onde não se pode alcançar, portanto, seja nos negócios, seja nas relações pessoais, não tenha medo de tentar rápido, falhar rápido e aprender mais rápido.

L.A.P

Data original:
Fonte da notícia:

Seja o primeiro a comentar em "Tentar, falhar, aprender"

Deixe um comentario