Navegar é preciso, viver não é preciso.

Navegar é preciso, viver não é preciso.

Atrevessamos oceanos por pessoas que não molhariam os pés por nós. Nossa fé e certeza nos ideiais nos fizeram homens solitários, mas concientes. Tem gente atrás de nós, outros do nosso lado. Alguns que estão atrás, quando dormimos, correm a nossa frente, tem os que estão do lado mas que diminuem a marcha, quando gritamos avançar. Não importa, sempre haverá alguém que faz valer a pena continuar.

Podemos desistir, talvez façamos isto um dia, mas quando fizermos desisteremos deles, não de nós, porque nossa essência e natureza é maior que a descrença, nossa força maior que a traição e nossa determinação não se molesta com a ingratidão.

No oceano que navegamos e lutamos não tem encruzilhada, só profundeza e horizonte. Para quem sabe para onde ir não existe distância, só o tempo, ele passa para todos no mesmo pulsar, faz com que cada um de nós tenha a sua hora, de acertar as contas, com a lei do retorno, seja qual for a dimensão ou plano que estivermos caminhando.

Lourival Panhozzi
Diretor Funerário Navegador.

Data original:
Fonte da notícia:

Seja o primeiro a comentar em "Navegar é preciso, viver não é preciso."

Deixe um comentario

Automatic Content Protection Powered by - Wishlist AutoProtect