Círculo Virtuoso

Circulo virtuoso

Vida de Funerário capítulo 2

Se no plano deontológico, o Diretor Funerário deve observar a real necessidade e possibilidade de cada família, que lhe bate à porta, na madrugada mais escura de suas vidas, na pratica, hoje, nos deparamos com um universo cada vez maior de meros empresários, os quais nada mais querem do que digitar algarismos nas suas maquinas de credito.

Esta semana, um empresário diferente, correto e compromissado com o setor, sim, eles também existem! Me mandou uma mensagem, não sei se em tom afirmativo ou me questionando. Não importa! Ele assim dizia: ” existe um movimento de um círculo virtuoso, onde a probabilidade é de haver bons frutos no setor funerário.”. Concordo e sou categórico: Sim, ainda estamos na pista, nem passa pela nossa cabeça dar seta à direita, não vamos estacionar, todos áqueles que querem nos ultrapassar não se importando com o limite de velocidade, nem com as regras do trânsito existencial, informamos que ainda temos, muito combustível moral e profissional para prosseguir em nossa jornada.

Claramente, o valor do Diretor Funerário Autêntico, não se limita a sua capacidade de superar dificuldades, os planos econômicos, a concorrência desleal e os governos corruptos. Na verdade, é sua coerência e sensibilidade em harmonizar tudo de ruim que existe com tudo de bom em que ele acredita, que o diferencia dos meros empresários. Eis o tempero da receita da vida digna.

Este é o Diretor Funerário que eu amo em você (que está lendo e se identificando) este é o Diretor Funerário que eu me esforço em ser.

Um fraternal abraço a todos meus irmão e irmãs do setor funerário.

Lourival Panhozzi

Presidente da ABREDIF
Associação Brasileira de Empresas Funerarias, de Tanatopraxia e Administradoras de Planos Funerários

Data original:
Fonte da notícia:

Seja o primeiro a comentar em "Círculo Virtuoso"

Deixe um comentario

Automatic Content Protection Powered by - Wishlist AutoProtect