Um investimento que você leva para o caixão, literalmente.

 

Diante de tantas notícias fantásticas sobre a rentabilidade do setor funerário podemos concluir que ou estamos fazendo tudo errado ou os novos profetas do setor estão fumando maconha vencida. No passado recente divulgaram em uma revista de grande circulação que o setor faturava tantos bilhões que cheguei a pensar que estava rico e não sabia, corri ao banco e descobri que não, agora vem a noticia que fundos de investimentos irão investir no setor outros tantos bilhões, afinal alguém pode me contar onde está todo este dinheiro, para onde vai e principalmente como vai voltar?

screenshot_20161013-165225Abriram as porteiras do nosso setor para o gado entrar, só que vai faltar pasto. Estão vendendo o que não existe, e se existe que me contem onde está, porque os profissionais que conheço estão, como todos, trabalhando muito para manter o que tem, lucro fácil nunca vi neste setor e se hoje temos empresas solidas é em razão de pelo menos 30 anos de trabalho, ninguém que conheço “enricou” do dia para noite no setor funerário, e quando falo em setor funerário me refiro a todas as atividades: funerárias, cemitérios, crematórios, planos funerários.

É fácil, principalmente em razão do desconhecimento dos que não atuaram no segmento, apresentar um projeto ou plano de negócio tornando um Cemiterio em um negócio da China, e é se você puder viver 150 anos, porque a realidade está bem distante das projeções bonitas e números coloridos preparados por designer gráficos que tornam tudo possível.

Este artigo foi escrito em razão de uma notícia que recebi a respeito de um cemitério que conheci em Minas Gerais, pelo que conheci e pelo que li alguém vai se decepcionar. Agora como vamos enfrentar este novo momento no setor é algo que precisamos começar a discutir, porque não são só os chamados investidores que termos que enfrentar em um futuro próximo, muitos outros segmentos estão aportando em nosso quintal.

Data original:
Fonte da notícia:

Seja o primeiro a comentar em "Um investimento que você leva para o caixão, literalmente."

Deixe um comentario