Pirataria no setor funerário

Eles chegaram, os Piratas Funerários não tem perna de pau (só cara), também não usam tapa olhos (mas arrancam os seus se piscar), como todo bom Pirata eles não tem local físico conhecido, desembarcaram com seus uber funerários para realizar remoção de corpos em urnas compradas de fornecedores que se intitulam parceiros do nosso setor, mas que de fato são “parceiros da onça” em alusão ao amigo da onça, já que mantem núcleos de distribuição perto dos grandes centros para os piratas abastecerem. De dia estes “parceiros da onça” visitam nossas empresas, dizem que querem nos ajudar a desenvolver o setor, aproveitam e nos vendem algo, são vendedores natos, a noite jantam com os piratas e com eles dividem a mesa e o pão bolorento, não a conta, esta nós pagamos, e claro, estava me esquecendo, também vendem aos piratas, por um valor até menor, afinal, pirata não pede nota fiscal.

Mas o foco aqui não são os “parceiros da onça” e sim os Piratas Funerários , estes são audaciosos e petulantes, alguns se cooperam na captura de serviços, que embora em tese não seja ilegal, na prática se constitui um golpe de morte em todos os que buscam trabalhar pautado pela lei, uma vez que, no decorrer do ato pirata, a falta de fiscalização lhes permitem deixar de cumprir as normas e principalmente a ética, mas que ninguém diga que eles nao tem ética, eles tem sim, a ética do pirata, que é tomar tudo que não lhe pertence por direito quando lhe é facilitado pela fragilidade, no nosso caso, fragilidade das normas e dos contratantes de serviço funerário.

Todo pirata tem um capitão, os piratas funerários tem vários , são eles as plataformas, os intermediários das seguradoras e até diretores funerários renegados, que se seduziram pelo brilho da moeda dourada da malandragem.

Como combatê-los ?, se você não é amigo do Peter Pan nem do Sininho comece a se juntar a outros cavalheiros e participe de sua entidade de forma efetiva, lembre-se: Deus vomitara os mornos! Esta lá no Apocalipse (último livro da Bíblia dos cristãos), capítulo 3, versículo 15 e 16:

Conheço tuas obras: não és frio nem quente. Oxalá fosses frio ou quente! Mas, porque és morno, nem frio nem quente, estou para vomitar-te de minha boca“.

Assim sendo, se não agir de fato, se morno ficar, nem com a ajuda de Deus poderá contar.

Aja, ou ande na prancha do pirata com a espada da concorrência desleal a lhe cotucar, quando se luta contra piratas voce só consegue manter sua cabeça acima do pescoço se defender a cabeça daquele que luta a seu lado.

Um homem forte luta sozinho, um homem ainda mais forte luta ao lado de outros homens. Escolho lutar a seu lado, então defenda minha cabeça que salvo seu pescoço.

Lourival Panhozzi
Diretor Funerário Vivencial.

P.S. (sabem quantos fornecedores vão ligar amanhã afirmando que não abastecem os piratas, poucos, mas por justiça nomearemos a todos que nos ligarem, queremos parceiros leais, devemos estes prestigiar, que então se apresentem, que firmem compromisso com nosso setor, a nossa mão, não a nossa espada, esta estendida para todo aquele que quiser ao nosso lado lutar)

 

Data original:
Fonte da notícia:

Seja o primeiro a comentar em "Pirataria no setor funerário"

Deixe um comentario